quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Saudade de Marici Bross

Meu carinho, minha homenagem,
faço em versos de saudade.
Meu sentimento
não ficará no simples lamento,
acenando em despedida.
Um dia, voltaremos a nos encontrar
no jardim perpétuo da poesia,
sem o luto da tristeza amarga.
Cantaremos, agradecendo ao Senhor
os versos e reversos que a vida nos inspirou.
Em lágrimas, ouso pedir
uma salva de palmas,
em agradecimento a Deus
pela oportunidade de convivência
com a parceira amiga,
que foi morar em outra estrela,
sem deixar o nosso espaço vazio.
Suas sementes, encantadas,
entre nós ficou;
suas palavras, seus versos,
continuarão a brotar em flor,
com a coragem e a verdade
do eterno amor.



* 15/03/1942 - + 24/11/2007

1 comentário:

fatima dannemann disse...

ela morreu de que?