sexta-feira, 21 de Novembro de 2008

Imagens Melancólicas

Aqui e agora,

que se faça a vontade do escriba

em imagens melancólicas, oriundas

da brisa murmurando em teus cabelos,

renascentistas de um verso

calado, cantado, cravejado

no lirismo do edo,

em compaixão!



Que adentre

por esta folha sem pautas,

o senhor poeta e sua viola,

encouraçada na paixão, por aquela

que surge nos floridos campos

deixando aos ventos, teus alvos

tecidos, e trazendo nos olhos

a próxima estrofe para o coração!



Que figure,

aqui e agora, a linguagem

angelical, postando em cada linha

a sutileza, a embriaguez

do poema emocionado,

da música carinhosa,

composta e regida

no realejo da tua alma

transpirando amor, sedução,

e luz para a imensidão!

Sem comentários: