segunda-feira, 19 de abril de 2010

AMOR E A ERA DE OURO

Certa ocasião perguntaram-me o que é o amor.
Diante da indagação e antes de responder, olhei para o chão, voltei meu olhar para o céu, e disse:
Amor é o solo em que pisas,
é o ar que respiras
e o céu que a alma acolhe;

Amor é a noite que dorme nas nebulosas da paz e o cantar de estrelas sob
a regência do maestro universo,
num eterno coro de sinfonia
em cântico silencioso de Deus;

Amor são as divisórias da alma,
esquadrinhadas no coração.
É o viajar da emoção
indo ao encontro da eternidade
e o recordar de outras vidas,
embalado na saudade de quem lá se deixou.

Amor é amar constantemente o irmão solitário e estar com ele, sempre solidário.
E o amor também é o trabalhar em silêncio, na construção da era de ouro,
em que a humanidade confia e espera,
como o mais rico e belo tesouro.

Sem comentários: